THIRD PART WORKS

  • 03-2018-capa-em-busca-de-desenvolvimento-perdido
  • 07-2004-capa-democracy-and-public-management-reform
  • 01-2021-capa-new-developmentalism
  • 08-1984-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1983
  • 01-2021
  • 09-1993-capa-reformas-economicas-em-democracias-novas
  • 04-2016-capa-macroeconomia-desenvolvimentista
  • 12-1982-capa-a-sociedade-estatal-e-a-tecnoburocracia
  • 09-1993-capa-economic-reforms-in-new-democracies
  • 11-1992-capa-a-crise-do-estado
  • 05-2010-capa-globalixacion-y-competencia
  • 16-2015-capa-a-teoria-economica-na-obra-de-bresser-pereira-3
  • 17-2004-capa-em-busca-do-novo
  • 06-2009-capa-construindo-o-estado-republicano
  • 05-2009-capa-mondialisation-et-competition
  • 05-2009-capa-globalizacao-e-competicao
  • 10-1999-capa-reforma-del-estado-para-la-ciudadania
  • 10-1998-capa-reforma-do-estado-para-a-cidadania
  • 05-2010-capa-globalization-and-competition
  • 13-1988-capa-lucro-acumulacao-e-crise-2a-edicao
  • 15-1968-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1967
  • 2014-capa-developmental-macroeconomics-new-developmentalism
  • 02-2021-capa-a-construcao-politica-e-economica-do-brasil
  • 2006-capa-as-revolucoes-utopicas-dos-anos-60

Adair Turner (2017) Os diretores dos bancos são primordialmente membros do partido e, em segundo lugar, presidentes e CEOs de bancos". Numa economia de mercado socialista híbrida, o crescimento não precisa ser limitado pelas preocupações sobre a sustentabilidade da dívida.

Vladimir Safatle (2017) Os presidiários não são santos, você também não é, nem eu e muito menos o senhor governador. Se estivéssemos em uma sociedade de santos, não haveria necessidade de justiça, nem mesmo de governo.

Clóvis Rossi (2017) O massacre de Manaus é apenas um pedaço de um imenso iceberg. Bem feitas as contas, a superlotação dos presídios e o domínio deles por facções criminosas são um pequeno retrato da falência do Estado brasileiro.

Vanessa Grazziotin (2017) Sorrateiramente, Michel Temer e aliados tentaram aplicar um dos maiores golpes contra o patrimônio público e o povo: mudar a Lei Geral das Telecomunicações e transferir aproximadamente R$ 100 bilhões de bens públicos a empresas privadas.

Jânio de Freitas (2017) O país deveria horrorizar-se, em qualquer das dezenas de anos do seu conhecimento e da sua indiferença pelas condições -criminosas tanto nas leis brasileiras como nos acordos internacionais- a que os encarcerados são aqui submetidos.

André Singer (2016) Não adianta apagar o ano e rumar o mais rápido possível para 2017, como se fugir para a frente ajudasse em algo. Ao contrário, é preciso fixar na memória que em 2016, numa grave decisão contrária à democracia brasileira, o Congresso Nacional derrubou a presidente da República legitimamente eleita e que não cometeu crime de responsabilidade.

Vladimir Safatle (2016) Há momentos na história em que o riso está do lado do poder.

Moniz Bandeira (2016) Para o mundo, o Brasil está na lata do lixo. Um Executivo desmoralizado, composto por políticos altamente corruptos, um Legislativo quase todo vendido e um Judiciário que politiza suas decisões. E ninguém mais tem ideologia. (Entrevista para GGN).

Antonio Augusto Passos Videira e Cássio Leite Vieira (2017) Em artigo de 1917, Einstein fazia a primeira descrição matemática do Universo como um todo. Era a certidão de nascimento da cosmologia relativística. A nova área mergulharia de saída em equações, em seguida flertaria com a filosofia, até chegar à maturidade ancorada em observações astronômicas.

Luiz Zanin Oricchio (2016) A que melhor representa uma dúzia de meses de tombos, do ser político brasileiro à autoestima geral, não poderia ser outra: queda.

Newton da Costa (2016) Reconhecido internacionalmente por ter desenvolvido a lógica paraconsistente, o curitibano Newton da Costa, talvez o mais destacado brasileiro no campo da filosofia e da lógica, fala nesta entrevista sobre sua carreira e a continuidade de seus esforços no esclarecimento do que é o conhecimento científico. (Entrevista de Fernando Tadeu Moraes)

Ronaldo Lemos (2016) Este 2016 foi tão complexo que uma boa leitura para entender o ano que se encerra é -na minha opinião- um texto de ficção científica. Trata-se do livro "The Last Days of New Paris" (Os últimos dias da Nova Paris), do escritor inglês China Miéville.

Kemal Dervis (2016) The main beneficiaries of free trade and technological change must actively compensate the losers through taxation, subsidies, and employment support.