OTHER TYPES OF WORKS

  • 09-1993-capa-economic-reforms-in-new-democracies
  • 13-1988-capa-lucro-acumulacao-e-crise-2a-edicao
  • 2006-capa-as-revolucoes-utopicas-dos-anos-60
  • 05-2009-capa-mondialisation-et-competition
  • 15-1968-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1967
  • 04-2016-capa-macroeconomia-desenvolvimentista
  • 17-2004-capa-em-busca-do-novo
  • 05-2010-capa-globalixacion-y-competencia
  • 03-2018-capa-em-busca-de-desenvolvimento-perdido
  • 01-2021
  • 06-2009-capa-construindo-o-estado-republicano
  • 12-1982-capa-a-sociedade-estatal-e-a-tecnoburocracia
  • 11-1992-capa-a-crise-do-estado
  • 08-1984-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1983
  • 05-2010-capa-globalization-and-competition
  • 16-2015-capa-a-teoria-economica-na-obra-de-bresser-pereira-3
  • 09-1993-capa-reformas-economicas-em-democracias-novas
  • 10-1998-capa-reforma-do-estado-para-a-cidadania
  • 02-2021-capa-a-construcao-politica-e-economica-do-brasil
  • 2014-capa-developmental-macroeconomics-new-developmentalism
  • 07-2004-capa-democracy-and-public-management-reform
  • 05-2009-capa-globalizacao-e-competicao
  • 10-1999-capa-reforma-del-estado-para-la-ciudadania

O império sem rumo

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Nota no Facebook, 3.6.2017

.


O Império por Hegemonia é um sistema de dominação chefiado pelos Estados Unidos, que tem como membros os demais países ricos, como súditos os países em desenvolvimento exceto alguns países como a China, a Índia e o Irã, que possuem uma identidade nacional suficientemente forte para rejeitar a ocupação de seus mercados. Os especialistas em relações internacionais não rejeitam o caráter imperial do “Oeste” – o nome que, por exemplo, o The Economist, dá ao império. Recusam, naturalmente, que suas recomendações e pressões – a ortodoxia econômica liberal – causem prejuízo aos países em desenvolvimento. E justificam a dominação com o argumento que o sistema global precisa de um líder que garanta seu funcionamento, esse líder sendo os Estados Unidos – o “bom hegemon”. Lembro e aqui resumo essas considerações ideológicas imperiais, ao ver a completa desorientação dos Estados Unidos sob o comando do presidente Donald Trump. Uma desorientação que mostra quão patético é o argumento de que o mundo precisa de um líder e de sua ortodoxia liberal. Trump rejeita essa ortodoxia – e nisto está certo – mas nada tem a oferecer em troca a seu povo e ao mundo. Defende apenas um nacionalismo econômico que, vindo do Império, é apenas uma forma brutal de imperialismo que não interessa a ninguém, nem mesmo aos Estados Unidos.