OTHER TYPES OF WORKS

  • 05-2010-capa-globalixacion-y-competencia
  • 2006-capa-as-revolucoes-utopicas-dos-anos-60
  • 07-2004-capa-democracy-and-public-management-reform
  • 05-2010-capa-globalization-and-competition
  • 01-2021
  • 11-1992-capa-a-crise-do-estado
  • 16-2015-capa-a-teoria-economica-na-obra-de-bresser-pereira-3
  • 09-1993-capa-economic-reforms-in-new-democracies
  • 02-2021-capa-a-construcao-politica-e-economica-do-brasil
  • 10-1998-capa-reforma-do-estado-para-a-cidadania
  • 10-1999-capa-reforma-del-estado-para-la-ciudadania
  • 08-1984-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1983
  • 17-2004-capa-em-busca-do-novo
  • 03-2018-capa-em-busca-de-desenvolvimento-perdido
  • 05-2009-capa-mondialisation-et-competition
  • 15-1968-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1967
  • 05-2009-capa-globalizacao-e-competicao
  • 09-1993-capa-reformas-economicas-em-democracias-novas
  • 06-2009-capa-construindo-o-estado-republicano
  • 04-2016-capa-macroeconomia-desenvolvimentista
  • 2014-capa-developmental-macroeconomics-new-developmentalism
  • 12-1982-capa-a-sociedade-estatal-e-a-tecnoburocracia
  • 13-1988-capa-lucro-acumulacao-e-crise-2a-edicao

Que governo é esse?

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Nota no Facebook, 6.6.2016

.


Afinal, que governo é esse? Sabemos que é um governo de direita para o qual a Constituição de 1988 “não cabe no PIB”. Sabemos que é um governo liberal, que se dispõe a fazer mais privatizações, a deixar a taxa de câmbio livre, e a cortar não apenas as despesas correntes mas também os investimentos públicos. Mas agora também sabemos que é um governo patrimonialista, que ocupa o Estado em benefício da burocracia pública. Que outra explicação posso dar para esse governo ter feito aprovar no Congresso, a toque de caixa, um pacote de 14 projetos que cria mais de 11 mil cargos e aumenta salários de 38 carreiras do funcionalismo público? Apenas para o Judiciário, o aumento foi de 39%!



Triste e lamentável impeachment. Foi feito em nome da luta contra a corrupção, mas seu currículo nesta área é pior do que a do governo Dilma. Foi feito para cortar despesas, mas a primeira “reforma” que faz é esse aumento. Na verdade, foi uma farsa jurídica – definitivamente, as pedaladas não o justificavam – cujo real objetivo é reduzir os salários diretos e indiretos dos trabalhadores do setor privado. É, por enquanto, uma vitória dos ricos e de uma da classe média moralista e rentista. É um governo cuja legitimidade deveria vir dessa classe, mas mesmo ela deve estar, se ainda não arrependida, pelo menos muito confusa.