BRAZILIAN POLITICS AND SOCIETY

  • livros4
  • livro-construcao
  • livro-construcao3
  • livros3
  • livro-construcao2
  • livro1
  • livros6
  • livro2
  • livro-rupturas
  • livro-construcao-1
  • livros5

O Estado brasileiro está sendo leiloado

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Nota no Twitter e no Facebook, 3.5.2021

.


Sim, está em leilão, uma loucura neoliberal. Leiloado através da privatização da infraestrutura, de projetos e atividades monopolistas que nunca deveriam ter sido privatizados.



O Valor publica hoje uma competente matéria de Taís Hirata informando que as empresas, felizmente na sua maioria nacionais, planejam investir R$48 bilhões. Como se fosse uma maravilha. Não é.



Não é porque as empresas privadas só são melhores que as empresas estatais quando operam em mercados competitivos. Em mercados monopolistas, elas podem ser ineficientes porque sempre conseguem aumentar seus preços.



Por que, então, são feitas essas privatizações absurdas? Porque é isso que determina o neoliberalismo, uma ideologia que a Pandemia do Covid acabou de matar nos países ricos.



Mas o Estado teria capacidade financeira para fazer esses investimentos? Claro que teria. Poderia contar com o BNDES. E poderia emitir títulos em reais destinados especificamente a financiar esses investimentos.



E poderia também fazer o que já estão fazendo os países ricos. Financiá-los com emissão monetária o Tesouro vendendo títulos ao Banco Central. Com Nelson Marconi, propusemos recentemente uma emenda constitucional com esse objetivo.



Essas emissões seriam limitadas a 5 por cento do PIB. O dinheiro seria rigorosamente destinado aos investimentos aprovados no Orçamento da União. E seu desembolso seria mantido ou suspenso nas reuniões trimestrais do Conselho Monetário Nacional.



Obviamente, não seriam causa de inflação, nem de desordem econômica. As emissões seriam uma forma adulta de financiar o investimento público. Meu artigo com Nelson Marconi está em meu site, http://bresserpereira.org.br