BRAZILIAN ECONOMY

  • 15-1968-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1967
  • 06-2009-capa-construindo-o-estado-republicano
  • 10-1999-capa-reforma-del-estado-para-la-ciudadania
  • 05-2010-capa-globalixacion-y-competencia
  • 13-1988-capa-lucro-acumulacao-e-crise-2a-edicao
  • 09-1993-capa-reformas-economicas-em-democracias-novas
  • 11-1992-capa-a-crise-do-estado
  • 05-2009-capa-globalizacao-e-competicao
  • 2006-capa-as-revolucoes-utopicas-dos-anos-60
  • 2014-capa-developmental-macroeconomics-new-developmentalism
  • 08-1984-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1983
  • 02-2021-capa-a-construcao-politica-e-economica-do-brasil
  • 04-2016-capa-macroeconomia-desenvolvimentista
  • 16-2015-capa-a-teoria-economica-na-obra-de-bresser-pereira-3
  • 17-2004-capa-em-busca-do-novo
  • 01-2021
  • 10-1998-capa-reforma-do-estado-para-a-cidadania
  • 05-2010-capa-globalization-and-competition
  • 09-1993-capa-economic-reforms-in-new-democracies
  • 07-2004-capa-democracy-and-public-management-reform
  • 03-2018-capa-em-busca-de-desenvolvimento-perdido
  • 12-1982-capa-a-sociedade-estatal-e-a-tecnoburocracia
  • 05-2009-capa-mondialisation-et-competition

O décimo-primeiro plano de estabilização

Luiz Carlos Bresser-Pereira

In João Paulo dos Reis Velloso, org. (1992) Combate à Inflação e Reforma Fiscal. Rio de Janeiro: José Olimpio Editora: 132-150. Trabalho apresentado ao IV Fórum Nacional, Rio de Janeiro, novembro 1991. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, Departamento de Economia, Texto para Discussão no. 8, novembro 1991. Versão reduzida publicada na Folha de S.Paulo, 26 de dezembro de 1991, com o título "A Saída Possível".

O 11o. Plano de Estabilização é o Plano Marcílio Marques Moreira. É um plano ortodoxo, que está para ser acordado com o FMI. Como ignora o caráter inercial da inflação brasileira, fracassará. A inflação alta e inercial, autônoma da demanda,existente no Brasil há tantos anos não seria vencida porque a) a dívida pública é excessiva, caracterizando uma situação de grave crise fiscal. b) falta competência aos economistas para enfrentar o problema c) o governo não conta com o apoio político necessário da população e dos políticos para implementar os ajustes e reformas necessárias.