OTHER TYPES OF WORKS

  • 05-2010-capa-globalixacion-y-competencia
  • 13-1988-capa-lucro-acumulacao-e-crise-2a-edicao
  • 07-2004-capa-democracy-and-public-management-reform
  • 03-2018-capa-em-busca-de-desenvolvimento-perdido
  • 10-1999-capa-reforma-del-estado-para-la-ciudadania
  • 05-2010-capa-globalization-and-competition
  • 11-1992-capa-a-crise-do-estado
  • 17-2004-capa-em-busca-do-novo
  • 08-1984-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1983
  • 09-1993-capa-economic-reforms-in-new-democracies
  • 04-2016-capa-macroeconomia-desenvolvimentista
  • 10-1998-capa-reforma-do-estado-para-a-cidadania
  • 16-2015-capa-a-teoria-economica-na-obra-de-bresser-pereira-3
  • 06-2009-capa-construindo-o-estado-republicano
  • 2014-capa-developmental-macroeconomics-new-developmentalism
  • 12-1982-capa-a-sociedade-estatal-e-a-tecnoburocracia
  • 01-2021-capa-new-developmentalism
  • 15-1968-capa-desenvolvimento-e-crise-no-brasil-1930-1967
  • 02-2021-capa-a-construcao-politica-e-economica-do-brasil
  • 05-2009-capa-mondialisation-et-competition
  • 09-1993-capa-reformas-economicas-em-democracias-novas
  • 05-2009-capa-globalizacao-e-competicao
  • 2006-capa-as-revolucoes-utopicas-dos-anos-60
  • 01-2021

Coreia do Sul, China e o processo de catching-up: uma análise novo-desenvolvimentista

Luiz Carlos Bresser-Pereira, Elias Jabbour e Luiz Fernando de Paula

Revista Princípios, 159, Julho/outubro 2020: 206-235.

O objetivo deste artigo é analisar o processo de catching-up da Coreia do Sul e da China pós-reformas de 1978 com base em uma abordagem novo-desenvolvimentista que considere quatro fatores fundamentais: 1) uma relação de complementaridade entre Estado e mercado como um processo dinâmico que se altera ao longo do tempo; 2) a necessária complementaridade entre política macroeconômica e política industrial; 3) o papel fundamental do Estado e dos bancos de desenvolvimento no enfrentamento do problema do "financiamento do desenvolvimento"; e, com destaque, 4) a centralidade da taxa de câmbio e do manejo na administração do balanço de pagamentos no processo de desenvolvimento desses dois países. A questão fundamental do artigo é em que medida o processo de catching-up nesses países pode ser entendido como a aplicação de uma estratégia novo-desenvolvimentista, levando em conta as devidas mediações históricas de cada país.