Luiz Carlos Bresser-Pereira
Folha de S.Paulo, 18.6.2007.

O que há de comum nos dois países além da subordinação aos Estados Unidos é a taxa de câmbio apreciada.