PUBLICIDADE  
 
 
 
HOME SOBRE BRESSER-PEREIRA PÁGINA NO FACEBOOK
BONS ARTIGOS QUE LI BONS FILMES QUE ASSISTI

BRAZILIAN JOURNAL OF POLITICAL ECONOMY

OLHAR O MUNDO FALE CONOSCO
 
  Tipos de trabalhos  
 

Quem é/Who is

A guide to my work
Currículos / CVs
Short cv & bio
Textos autobiográficos
Sobre Bresser-Pereira

Tipos de Trabalhos

Livros
Livros na íntegra
Livros organizados (edited)
Papers
Pequenos textos, prefácios, etc.
Texto para Discussão
Artigos de jornal & Entrevistas
Principais Entrevistas
Notas no Facebook
Cartas
Críticas de Cinema
Documentos & Relatórios
Programas / Syllabus
Apresentações / Slides
Vídeos e Áudios





Outros idiomas

Works in English
Weekly Columns
Oeuvres en Français
Trabajos en Español

Método

Método científico

Novo Desenvolvimentismo

Novo Desenvolvimentismo (textos básicos)
Desenvolvimentismo Clássico (textos básicos)
Novo Desenvolvimentismo (economia política)
Novo Desenvolvimentismo (teoria econômica)
Novo Desenvolvimentismo (aplicado)
Novo Desenvolvimentismo (contribuições e críticas de terceiros)

Sociedade-Capitalismo

Teoria social - textos básicos
Teoria social (todos)
Capitalismo e modernidade
Classes e tecnoburocracia
Revolução Capitalista e ...
Revoluções, Revoltas e Movimentos
Globalização
Organização administração
Estatismo e URSS

Política

Teoria política - textos básicos
Teoria política (todos)
Teoria do Estado
Sociedade civil
Republicanismo e direitos de cidadania
Teoria da Democracia
Ciclos do Estado
Populismo político e econômico
Nação e nacionalismo
Social democracia e esquerda
Neoliberalismo e globalismo
Interpretações do Brasil
Pactos políticos e coalizões de classes - Br
Democracia no Brasil
Teoria da Dependência
História intelectual
Perfis individuais
Política Externa - Br
Burocracia pública - Br
Empresários e administradores - Br
Reforma da universidade
Conjuntura Política - Br
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil

Economia

Teoria econômica - Textos básicos
Teoria econômica (todos)
Teoria do Desenvolvimento Econômico
Crítica da teoria neoclássica
Desigualdade e Distribuição
Teoria macroeconômica
Política e Economia
Câmbio e poupança externa
Câmbio e Doença Holandesa
Câmbio e crescimento
Crises econômico-financeiras
Dívida externa
Investimentos e taxa de lucro
Inflação
Inflação inercial
Comércio e integração
Economia mundial
Crise global de 2008
Desenvolvimento econômico - Br
Macroeconomia do Brasil
Populismo econômico - Br
Desindustrialização - Br
Crise fiscal do Estado - Br
Planos de estabilização - Br
Plano Bresser
Quase-estagnação desde 1980 - Br
Conjuntura Econômica - Br

Países e regiões

Relações internacionais
América Latina
Argentina
Estados Unidos
Europa

Trabalhos de terceiros

Bons artigos que li recentemente
Reforma Gerencial - Terceiros
Cursos
Debate sobre "Crescimento com Estabilidade"(2001)

MARE - Ministério da Reforma do Estado

Documentos da Reforma
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil
Reforma Gerencial - Terceiros
Agências Executivas e Reguladoras
Organizações Sociais
Gestão da Saúde
Gestão da Educação
Implementação Nível Federal
Implementação São Paulo
Implementação Minas Gerais
Implementação Outros Estados
Bibliografia da Reforma da Gestão Pública
Cadernos MARE
América Latina: Declaração de Madri (Clad)
Leis sobre Organizações Sociais
 
 
 

 

Papers

   
  Documentos 1 a 8 de 8
Brazil's 35 years-old quasi-stagnation: facts and theory
2015. The Brazilian economy is quasi-stagnant since 1990 trade-liberalization, when trade liberalization dismantled the mechanism that neutralized the Dutch disease and the ensuing competitive disadvantage started up deindustrialization. Previous Portuguese version available. (Paper in edited book)
State-society cycles and political pacts in a national-dependent society: Brazil
2015. Brazil is a national-dependent society. The three cycles of its independent history were, successively, "State and Territorial Integration", "Nation and Development" and "Democracy and Social Justice". Portuguese version available. (Paper, Latin America Research Review)
After the demise of neoliberalism, a third (conservative) developmentalism?
2015. The first developmentalism was mercantilism, the second, Fordism, which was a progressive class coalition. After the 2008 Crisis neoliberalism turned demoralized, state intervention increased, and a third developmentalism is looming, but it will be a conservative capitalism due to the competition of China and other developing countries. (paper to be published)
The macroeconomic tripod and the Workers' Party administrations
2015. Since 2003 a developmental government tried change the perverse liberal tripod, but eventually failed, as it was victim of exchange rate and fiscal populism, while the international situation deteriorated. (Paper in edited book)
Um terceiro desenvolvimentismo na história?
2015. O liberalismo econômico demonstrou mais uma vez não ter condições de garantir crescimento satisfatório e estabilidade financeira, ao buscar coordenar as economias modernas.
Capital e organização no capitalismo tecnoburocrático
2014. Technobureaucratic or professionals' capitalism are adequate names to identify today's capitalism. It is a mixed social formation, where two relations of production - capital and organization - are present. (Paper: Tempo Social)
Developmental class coalitions: historical experiences and prospects
2015. With Marcus Ianoni. A theoretical discussion of developmental class coalitions, and its application in three experiences: mercantilism, Bismarkism, and the Golden Years of Capitalism. (Paper to be published in edited book - Texto para Discussão EESP/FGV n. 386)
A quase-estagnação brasileira e sua explicação novo-desenvolvimentista
2015. The Brazilian economy is quasi-stagnant since 1990 trade-liberalization, when trade liberalization dismantled the mechanism that neutralized the Dutch disease and the ensuing competitive disadvantage started up deindustrialization. Updated English version available. (Paper in book edited by Nelson Barbosa et al.)
 
 

 

© Direitos Autorais Bresser-Pereira
São Paulo - SP | ceciliaheise46@gmail.com

 

Desenvolvido pela E-Xis | www.e-xis.com.br