PUBLICIDADE  
 
 
 
HOME SOBRE BRESSER-PEREIRA PÁGINA NO FACEBOOK
BONS ARTIGOS QUE LI BONS FILMES QUE ASSISTI

BRAZILIAN JOURNAL OF POLITICAL ECONOMY

OLHAR O MUNDO FALE CONOSCO
 
  Tipos de trabalhos  
 

Quem é/Who is

A guide to my work
Currículos / CVs
Short cv & bio
Textos autobiográficos
Textos sobre Bresser-Pereira





Livros

Livros
Livros na íntegra
Livros organizados (edited)

Trabalhos acadêmicos

Papers
Pequenos textos, prefácios, etc.
Texto para Discussão
Apresentações / Slides
Programas / Syllabus
Documentos & Relatórios

Trabalhos na midia

Artigos de jornal
Entrevistas
Notas no Facebook
Vídeos e Áudios

Método, perfis, outros

Método científico
Cartas
Perfis de pessoas
Críticas de Cinema

Outros idiomas

Works in English
Oeuvres en Français
Trabajos en Español

Novo Desenvolvimentismo

Novo Desenvolvimentismo (textos básicos)
Desenvolvimentismo Clássico (textos básicos)
Novo Desenvolvimentismo (economia política)
Novo Desenvolvimentismo (teoria econômica)
Novo Desenvolvimentismo (aplicado)
Novo Desenvolvimentismo (contribuições e críticas de terceiros)

Sociedade-Capitalismo

Teoria social - textos básicos
Teoria social (todos)
Capitalismo e modernidade
Classes e tecnoburocracia
Revolução Capitalista e ...
Revoluções, Revoltas e Movimentos
Globalização
Organização administração
Estatismo e URSS

Política

Teoria política - textos básicos
Teoria política (todos)
Teoria do Estado
Sociedade civil
Republicanismo e direitos de cidadania
Teoria da Democracia
Ciclos do Estado
Populismo político e econômico
Nação e nacionalismo
Social democracia e esquerda
Neoliberalismo e globalismo

Política brasileira

Interpretações do Brasil
Pactos políticos e coalizões de classes
Democracia no Brasil
Teoria da Dependência
História intelectual
Política Externa
Burocracia pública
Empresários e administradores
Reforma da universidade
Conjuntura Política
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial do Brasil

Economia

Teoria econômica - Textos básicos
Teoria econômica (todos)
Teoria do Desenvolvimento Econômico
Crítica da teoria neoclássica
Desigualdade e Distribuição
Teoria macroeconômica
Política e Economia
Câmbio e poupança externa
Câmbio e Doença Holandesa
Câmbio e crescimento
Crises econômico-financeiras
Dívida externa
Investimentos e taxa de lucro
Inflação
Inflação inercial
Comércio e integração
Economia mundial
Crise global de 2008

Economia brasileira

Economia brasileira até 1979
Economia brasileira 1980-2002
Economia brasileira desde 2003
Quase-estagnação desde 1980
Populismo econômico
Desindustrialização
Crise fiscal do Estado
Planos de estabilização
Plano Bresser

Países e regiões

Relações internacionais
América Latina
Argentina
Estados Unidos
Europa

Trabalhos de terceiros

Bons artigos que li recentemente
Reforma Gerencial - Terceiros
Cursos
Debate sobre "Crescimento com Estabilidade"(2001)
Projeto Brasil Nação - Notícias e Comentários

Ações / Ministérios

Ministério da Fazenda
Plano Bresser
MCT Ministério da Ciência & Tecnologia
Fundação Getulio Vargas, São Paulo

MARE - Ministério da Reforma do Estado

Documentos da Reforma
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil
Reforma Gerencial - Terceiros
Agências Executivas e Reguladoras
Organizações Sociais
Gestão da Saúde
Gestão da Educação
Implementação Nível Federal
Implementação São Paulo
Implementação Minas Gerais
Implementação Outros Estados
Bibliografia da Reforma da Gestão Pública
Cadernos MARE
América Latina: Declaração de Madri (Clad)
Leis sobre Organizações Sociais
 
 
 

 

Bons artigos que li recentemente


  Documentos 1 a 60 de 2636
Talvez seja mais do que um soluço....
Antonio Delfim Netto (2018) A perplexidade chegou aos mercados financeiros.
O desastroso papel americano na Síria
Jeffrey D. Sachs (2018) America's official narrative has sought to conceal the scale and calamitous consequences of US efforts to overthrow Syrian President Bashar al-Assad. That is understandable, because US efforts are in blatant violation of international law, which bars UN member states from supporting military action to overthrow other members' governments.
Threat to society and security
George Soros (2018) It takes significant effort to assert and defend what John Stuart Mill called the freedom of mind. And there is a real chance that, once lost, those who grow up in the digital age - in which the power to command and shape people's attention is increasingly concentrated in the hands of a few companies - will have difficulty regaining it.
Por causa de robôs, ideia de renda básica universal ganha mais adeptos
Tatiana Roque (2018) Autora defende a renda universal como ponto de partida para refundar o modelo do Estado social. Diante da crescente substituição de trabalhadores humanos por robôs, a proposta de remuneração mínima independente do emprego ganha novos adeptos, inclusive entre grandes empresários do Vale do Silício.
Post-Davos depression
Joseph Stiglitz (2018) The CEOs of Davos were euphoric this year about the return to growth, strong profits, and soaring executive compensation. Economists reminded them that this growth is not sustainable, and has never been inclusive; but in a world where greed is always good, such arguments have little impact.
Should you buy bitcoin?
Adair Turner (2018) Over the next year, the Bitcoin price could double, soar tenfold, or collapse by 95% or more, and no economic analysis can help predict where in that range it will lie. Like other cryptocurrencies, Bitcoin serves no useful economic purpose, though in macroeconomic terms, such currencies probably also do little harm.
The Double Threat to Liberal Democracy
Dani Rodrik (2018) The crisis of liberal democracy is roundly decried today. Donald Trump's presidency, the Brexit vote in the United Kingdom, and the electoral rise of other populists in Europe have underscored the threat posed by "illiberal democracy" - a kind of authoritarian politics featuring popular elections but little respect for the rule of law or the rights of minorities.
Na Venezuela, eleição antecipada é a última cartada do chavismo
Antonio Luiz M.C.Costa (2018) Maduro não tem hoje a maioria, mas o chavismo ainda é mais popular que qualquer das forças de oposição. Conta com boicotes e desentendimentos entre elas para vencer. Sem aviso prévio, começa uma campanha para uma eleição presidencial cuja data ainda não foi marcada, mas deve acontecer em três meses, no máximo. Esse cenário de realismo fantástico acontece de fato na Venezuela e pode ser a última cartada do chavismo para permanecer no poder sem perder o que lhe resta de legitimidade democrática.
O discreto terror que assombra a burguesia dos EUA
Edward Luce (2018) A vitória de Donald Trump ao mesmo tempo reforça e estilhaça a visão de mundo dos bubos. Por trás da convicção dos equívocos de Trump oculta-se um temor sobre o qual não se ousa falar. Trump é uma distração, que desvia a atenção de um ajuste de contas que não pode ser adiado para sempre.
STF, vanguarda ilusionista
Conrado Hübner Mendes (2018) Professor de direito constitucional da USP faz duras críticas ao STF. Afirma que a corte, numa espiral de autodegradação, passou de poder moderador a poder tensionador, que multiplica incertezas e acirra conflitos. Explicações para isso se encontram na atuação dos ministros e no desarranjo de ritos e procedimentos.
Vida e obra de Marx
Celso Rocha de Barros e Marcos Lisboa (2018) "Karl Marx: Grandeza e Ilusão" tem como maior mérito a reconstituição do ambiente em que se deu a formação intelectual do jovem Marx, fundamental para entender como ele passou a pensar o capitalismo. Livro ainda discute com competência fracassos e insights do alemão, mas se concentra pouco em 'O Capital'.
A permanência romântica
Cristovão Tezza (2018) Costumamos entender o romantismo como uma escola literária com começo, meio e fim, que se define pela preponderância da emoção sobre a razão, a quebra das convenções da sociedade hipócrita, os direitos do amor sobre a conveniência e o supremo valor dos sentimentos num mundo frio e calculista.
Um brasileiro como os outros?
Fernando Limongi (2018) Moro e Gilmar não trataram Lula como um político comum.
Legado do ex-presidente continua vivo
Luiz Felipe de Alencastro (2018) Lulismo é mais importante que o varguismo. Lula mudou para melhor a intervenção do Estado na sociedade. (Entrevistado por Fernando Taquari)
As histórias que nos contam
Roberto Zhaga, Simão Silber e Carlos Luque (2018) Confundimos as coisas. A recuperação cíclica pode ter chegado. Mas o crescimento não está no horizonte.
As China gets tough on pollution, will its economy suffer?
The Economist (2018) The received wisdom was that greener growth would be slower. So far, that hasn't happened.
Uruguai e novo estudo sugerem novo olhar sobre as drogas
Clóvis Rossi (2018) Qualquer programa relativo às drogas tem que ter como alvo reduzir a violência associada inexoravelmente a qualquer produto considerado ilegal.
Os semideuses e o vento
Rogério Cezar de Cerqueira Leite (2018) É preciso que o povo aprenda que, para se livrar de semideuses desafetos, o melhor remédio é o vento. Somente o vento, apenas o vento é capaz de derrotar os semideuses usurpadores da justiça e da política nacional.
Um herói cínico e hipócrita
Mario Sergio Conti (2018) Cony era um herói de verdade. Cronista alheio à política, a partir de abril de 1964 passou a vergastar com altivez a violência militar. Foi mais lúcido e corajoso que Simões. Fez isso sozinho e pagou caro: demissão, afastamento do Brasil, uma dúzia de processos.
World Order 2.0
Richard Haass (2017) In a global world, the centuries-old Westphalian model of sovereignty is no longer sufficient. The international order should still protect the rights of states, but also hold states responsible for the economic, political, environmental, and humanitarian obligations they bear as members of the international community.
Fake Brexit or No Brexit
Anatole Kaletsky (2017) The UK faces a "Hotel California" scenario, in which it can check out of the EU, but can never leave.
Racing the machine
Robert Skidelsky (2017) We should be asking moral, not technical, questions about automation and the future of work.
A good German idea for 2018
Yanis Varoufakis (2018) Varoufakis defends a Kantian approach to Europe in which countries and policymakers fulfill their rational duties.
Nationalists and globalists
Anne-Marie Slaughter (2017) offers a corrective to the simplistic dichotomies of populists and elites, or nationalists and internationalists, and proposed a new kind of humanistic politics that recognizes people's yearning for rootedness and genuine connection in a diverse, globalized world.
Oportunidade verde para a China
Adair Turner (2018) O presidente Xi Jinping aspira tornar a China um modelo econômico e social atraente que outros possam imitar, aproveitando a oportunidade criada pelo prejuízo à "marca americana" causado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.
A verdadeira minoria ruidosa
Lira Neto (2018) Não há dúvida de que uma guerra de símbolos está em curso.
A nação de vontade fraca
César Benjamin (2018) Autor defende um projeto de desenvolvimento para tirar o Brasil de sua condição periférica. Para ele, diferentes mecanismos de alocação de recursos, como planejamento e mercado, devem se combinar numa economia mista. Aos políticos, na sua visão, cabe dizer não o que a sociedade é, mas o que pode vir a ser.
O ataque às artes é subproduto de linchamentos políticos
Ivana Bentes (2018) A descontextualização de textos e imagens para uso político não é um privilégio de conservadores (Entrevistada por Gustavo Fioratti).
Atraso bissecular
Érica Fraga (2018) Educação de qualidade é a chave para garantir o pleno exercício da cidadania àqueles que elegem políticos, transformam instituições arcaicas e inovam, fatores essenciais para ligar a chave do desenvolvimento econômico e social.
Grisalha
Fernanda Torres (2017) Comecei o ano de 2017 ainda crente no mundo como o conheci, adentro 2018 certa de que ele não existe mais.
Análises frívolas sobre 1968 falam de minissaia & pop & pílula
Mario Sérgio Conti (2017) A aliança da Praça dos Três Poderes com a Avenida Faria Lima foi soldada com uma liga troncha: desmonte de direitos e manutenção de regalias. O povo, traído e vencido, ficará passivo até quando?
O semipresidencialismo é uma boa alternativa para o Brasil
Octávio Amorim Neto (2017) Sim, mas com ressalvas.
Quanto pior, melhor - também explica recuperação lenta
Nelson Barbosa (2017) Será que os erros de 2012-14 explicam toda a recessão e a lenta recuperação? É claro que não! O momento atual também se deve à estratégia do "quanto, pior melhor" adotada por MDB e PSDB contra o PT.
O ministro do trabalho escravo
Bernardo Mello Franco (2017) Dublê de deputado e pastor evangélico, Ronaldo Nogueira será lembrado por uma atitude pouco cristã. Editou uma portaria sob medida para dificultar a repressão ao trabalho escravo.
Globalização financeira eleva desigualdade
Laura Carvalho (2017) Ao contrário do que prevê a teoria econômica convencional, um estudo elaborado por economistas do FMI apontou que os efeitos sobre o crescimento de abrir a economia para a maior entrada e saída de capitais financeiros são, em média, limitados. ao mesmo tempo, concluiu que a liberalização financeira amplia desigualdades de renda de forma significativa.
O líder Aécio
Janio de Freitas (2017) Como presidente incumbido da restauração que não fará, Alckmin significou uma proteção para Aécio Neves, então já assoberbado com acusações. Ao menos em favor da própria face, o novo "presidente" precisava ter dito ou feito algo que marcasse a sua e a nova propensão do partido na discussão, intensa, sobre o caso Aécio no peessedebismo.
Desigualdade ameaça democracia
Martin Wolf (2017) O futuro poderá consistir em uma plutocracia estável, que consiga manter a massa do povo dividida e dócil. A alternativa poderá ser o surgimento de um ditador que ascenda ao poder em cima de uma falsa oposição a precisamente essas elites.
Comediante valoriza retrato de jovem rejeitada
Luiz Carlos de Oliveira Jr. (2017) Crítica do filme Jovem Mulher.
Breve homenagem
Janio de Freitas (2017) As recentes decisões encabeçadas por Gilmar Mendes na segunda turma do Supremo estão vistas como debilitadoras da Lava Jato. Não chegam a tanto. Mas repõem outra variável de deformação do Supremo e da ideia de justiça. O que houve na segunda turma não pode ser o correto para uma decisão judicial. Ali se deu um favorecimento escancarado a três congressistas merecedores dos inquéritos no entanto dispensados.
Abrigo para travestis e transexuais vira modelo de inclusão
Vicente Vilardaga (2017) O Florescer é um centro de acolhida da Prefeitura de São Paulo, um albergue público no bairro do Bom Retiro, no centro, que só recebe transexuais e travestis.
O custo da última palavra
Oscar Vilhena Vieira (2017) A última palavra do Supremo está sendo aguardada para definir o destino de deputados estaduais envolvidos em escândalos de corrupção. Aguardar a última palavra do Supremo tem sido uma constante nas mais variadas esferas da vida nacional nas últimas décadas.
Escola vai precisar ensinar alunos a se concentrarem
Haroldo Rocha (2017) A escola que tentar resistir ao novo mundo das crianças e adolescentes vai naufragar. (Entrevista de Ana Estela de Souza Pinto e Erica Fraga)
Elos humanos fazem viver mais e melhor
Susan Pinker (2017) Contato humano direto e frequente é uma necessidade biológica básica, como comer e dormir, defende a psicóloga canadense (Entrevista de Reinaldo José Lopes)
Só a opressão não basta
Vladimir Safatle (2017) A opressão muitas vezes pode levar apenas à justificação de práticas de autopreservação comunitária diante da lembrança, constantemente reiterada, de uma violência anteriormente sofrida.
A recuperação continua... lenta
Nelson Barbosa (2017) A expectativa é de mais 3% no PIB do próximo ano, puxado por serviços e indústria. Essa recuperação parece razoável à primeira vista, mas ela representa o mais lento crescimento após uma recessão em nossa história recente.
Política monetária sem compulsórios
Felipe Rezende (2017) Eliminação dos compulsórios contribui para diminuir o spread bancário, que é um dos maiores do mundo.
Privatizações discutíveis
Joaquim Francisco de Carvalho (2017) Privatizar as empresas não resolve o problema. Seria melhor despolitizá-las e profissionalizá-las.
The climate-change fight returns to Paris
Laurence Tubiana (2017) In 2015, the so-called "high ambition coalition" of developed and developing countries pushed the Paris climate agreement past the finish line. But when global leaders reconvene in Paris for new talks on climate change at the upcoming One Planet Summit, financial commitments must be the order of the day.
The Globalization of Our Discontent
Joseph Stiglitz (2017) Globalization, which was supposed to benefit developed and developing countries alike, is now reviled almost everywhere, as the political backlash in Europe and the US in recent years has shown. The challenge is to minimize the risk that the backlash will intensify, and that starts by understanding - and avoiding - past mistakes.
The high cost of denying class war
Yanis Varoufakis (2017) Liberals in the US and Britain are more afraid of workers than they are of Trump and Brexit.
Ódio às máquinas?
Laura Tyson e Susan Lund (2017) Será preciso expandir muito e reformular os programas de treinamento da força de trabalho. Nas últimas duas décadas, os gastos dos governos para treinamento de competências e ajuste ao mercado de trabalho caíram na maioria dos países da OCDE.
E la nave va
David Kupfer (2017) Se algum descolamento houve em 2017, não foi entre política e economia, mas entre establishment e a sociedade.
Acusar é mais fácil do que investigar e elaborar provas
Janio de Freitas (2017) Acusar, ainda mais se protegido pela impunidade funcional, é mais fácil do que investigar e elaborar provas.
Recuperação da economia será a mais lenta da história
Laura Carvalho (2017) Enquanto o governo tenta vender tartaruga por lebre, os dados do IBGE mostram que, na recuperação mais lenta da história, 75% dos empregos criados são informais -sem carteira assinada ou por conta própria- e que o restante foi gerado no setor público.
O sol brilha sobre a economia global
Martin Wolf (2017) Baixo investimento e endividamento elevado não são os únicos constrangimentos na economia mundial. Os riscos políticos também são elevados, assim como as ameaças ao comércio liberal. Mas aumentar o investimento e reduzir a dívida são altas prioridades.
Rescuing economics from neoliberalism
Dani Rodrik (2017) As we heap scorn on neoliberalism, we risk throwing out some of its useful ideas.
O motor do crescimento
José Luis Oreiro (2017) Qual o ritmo de avanço que a economia brasileira sustentará daqui para frente?
Cor e preconceito
José de Souza Martins (2017) A escravidão se foi, e a cor ficou como rótulo da subalternização da pessoa.
What is the purpose of tax reform?
The Economist (2017) There are better motivations for tax overhauls than boosting growth.
A modern history of Iran
The Economist (2017) Abbas Amanat looks at the role that cultural, literary and intellectual ideas have played in Iran's interpretations of political and clerical authority.
 
 
 
 
 

 

© Direitos Autorais Bresser-Pereira
São Paulo - SP | ceciliaheise46@gmail.com

 

Desenvolvido pela E-Xis | www.e-xis.com.br