PUBLICIDADE  
 
 
 
HOME SOBRE BRESSER-PEREIRA PÁGINA NO FACEBOOK
BONS ARTIGOS QUE LI BONS FILMES QUE ASSISTI

BRAZILIAN JOURNAL OF POLITICAL ECONOMY

OLHAR O MUNDO FALE CONOSCO
 
  Tipos de trabalhos  
 

Quem é/Who is

A guide to my work
Currículos / CVs
Short cv & bio
Textos autobiográficos
Sobre Bresser-Pereira

Tipos de Trabalhos

Livros
Livros na íntegra
Livros organizados (edited)
Papers
Pequenos textos, prefácios, etc.
Texto para Discussão
Artigos de jornal & Entrevistas
Principais Entrevistas
Notas no Facebook
Cartas
Críticas de Cinema
Documentos & Relatórios
Programas / Syllabus
Apresentações / Slides
Vídeos e Áudios





Outros idiomas

Works in English
Weekly Columns
Oeuvres en Français
Trabajos en Español

Método

Método científico

Novo Desenvolvimentismo

Novo Desenvolvimentismo (textos básicos)
Desenvolvimentismo Clássico (textos básicos)
Novo Desenvolvimentismo (economia política)
Novo Desenvolvimentismo (teoria econômica)
Novo Desenvolvimentismo (aplicado)
Novo Desenvolvimentismo (contribuições e críticas de terceiros)

Sociedade-Capitalismo

Teoria social - textos básicos
Teoria social (todos)
Capitalismo e modernidade
Classes e tecnoburocracia
Revolução Capitalista e ...
Revoluções, Revoltas e Movimentos
Globalização
Organização administração
Estatismo e URSS

Política

Teoria política - textos básicos
Teoria política (todos)
Teoria do Estado
Sociedade civil
Republicanismo e direitos de cidadania
Teoria da Democracia
Ciclos do Estado
Populismo político e econômico
Nação e nacionalismo
Social democracia e esquerda
Neoliberalismo e globalismo
Interpretações do Brasil
Pactos políticos e coalizões de classes - Br
Democracia no Brasil
Teoria da Dependência
História intelectual
Perfis individuais
Política Externa - Br
Burocracia pública - Br
Empresários e administradores - Br
Reforma da universidade
Conjuntura Política - Br
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil

Economia

Teoria econômica - Textos básicos
Teoria econômica (todos)
Teoria do Desenvolvimento Econômico
Crítica da teoria neoclássica
Desigualdade e Distribuição
Teoria macroeconômica
Política e Economia
Câmbio e poupança externa
Câmbio e Doença Holandesa
Câmbio e crescimento
Crises econômico-financeiras
Dívida externa
Investimentos e taxa de lucro
Inflação
Inflação inercial
Comércio e integração
Economia mundial
Crise global de 2008
Desenvolvimento econômico - Br
Macroeconomia do Brasil
Populismo econômico - Br
Desindustrialização - Br
Crise fiscal do Estado - Br
Planos de estabilização - Br
Plano Bresser
Quase-estagnação desde 1980 - Br
Conjuntura Econômica - Br

Países e regiões

Relações internacionais
América Latina
Argentina
Estados Unidos
Europa

Trabalhos de terceiros

Bons artigos que li recentemente
Reforma Gerencial - Terceiros
Cursos
Debate sobre "Crescimento com Estabilidade"(2001)
Notícias e Comentários

Ações / Ministérios

Ministério da Fazenda
Plano Bresser
MCT Ministério da Ciência & Tecnologia
Fundação Getulio Vargas, São Paulo

MARE - Ministério da Reforma do Estado

Documentos da Reforma
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil
Reforma Gerencial - Terceiros
Agências Executivas e Reguladoras
Organizações Sociais
Gestão da Saúde
Gestão da Educação
Implementação Nível Federal
Implementação São Paulo
Implementação Minas Gerais
Implementação Outros Estados
Bibliografia da Reforma da Gestão Pública
Cadernos MARE
América Latina: Declaração de Madri (Clad)
Leis sobre Organizações Sociais
 
 
 

 

Perfis individuais


  Documentos 1 a 50 de 50
O chefe índio: Franco Montoro e o líder político que não existe mais
2016. No centenário de nascimento de Franco Montoro, fica a memória do líder que via a democracia não como slogan, mas como valor fundamental.(Article: Estadão, Aliás)
Fernando Claudio Prestes Motta
2004. Breve biografia de Fernando Claudio Prestes Motta.
Aldo Ferrer
8.3.2016
Um homem-ternura: Fernando Bezerra de Menezes
Tereza Bezerra de Menezes (2014) The profile of my brother, Fernando Bezerra de Menezes (1942-2014), a tender man in hard times.
À busca de sentido
2013. Em "O Capital e Suas Metamorfoses", Belluzzo expõe as inúmeras faces do capitalismo. (Resenha: Carta Capital).
Ignacy Sachs e a nave espacial Terra
2013. A short survey of the work of Ignacy Sachs - a major Polish-Brazilian-French economist of sustainable development, and an old friend. (Paper: Brazilian Journal of Political Economy)
Ignácio Rangel: Ciclos longos, dualidade, e um depoimento pessoal
2013. A more precise presentation of Rangel's "basic duality" theory to explain Brazilian history. (paper: Análise Econômica).
Um mestre da economia brasileira: Ignácio Rangel revisitado
2013. Com José Marcio Rego. Este texto reproduz trabalho publicado um ano antes da morte de Ignácio Rangel (1993), com pequenas correções e a substituição da parte referente ao ciclo longo e à dualidade básica pela revisita realizada por Bresser-Pereira aos dois problemas.
Getúlio Vargas: o estadista, a nação e a democracia
2007. Vargas was the statesman that led Brazils national and industrial revolution. Although an authoritarian politician, he created the conditions for consolidated democracy. (Paper: tin book edited by Dutra Fonseca Zahluth Bastos)
A aventura do pensamento de Antonio Barros de Castro
2011. Antonio Barros de Castro pensava o novo e pensava o Brasil com coragem e amor por seu país. (Article: Rumos).
Meu amigo Marcio e seus livros
2010. Depoimento para o Catálogo dos livros de Marcio Moreira Alves, 9.10.2010.
Meu amigo Olavo Setúbal (Website, 4.9.08)
2008. Olavo Setubal (1923-2008) was a great entrepreneur and a public man. And also a friend. (Article)
Ele queria que o jornal fosse o reflexo fiel da sociedade (Valor, 30.04.07)
2007. Otavio Frias was a great jounalist that liked to say that was just a major business entrepreneur. (Article: Valor)
País sempre mercantil (Folha, 04.02.07)
2007. Caio Prado Jr. was a major historian of Brazilian mercantilism, but he didn't understand the after 1930 Brazil made its industrial revolution and overcome mercantilism. (Article: Folha, Mais!)
Fernando Gasparian (Folha, 20.11.06)
2006. Gasparian was a nationalist, a patriot: he knew better how costly would be Brazil's capitulation to the North. (Article: Folha de S.Paulo).
Celso Furtado, restrições externas e o financiamento do desenvolvimento
2006. Intervention in Brasilia conference in honor of Celso Furtado. This note reproduces part of the paper "Método e paixão em Celso Furtado". (Note: Cadernos do Desenvolvimento )
Rangel: ciclos longos e dualidade
2006. The complex relations between the long cycles and the dualities of the Brazilian society. (Note just published in this site)
O estadista necessário (Folha, 11.02.06)
2006. José Serra may well be the statesman that Brazil is requiring. (Article: Folha de S.Paulo)
A volta por cima de Ignácio Rangel (Primeira Leitura, 09.05)
2005. My personal relations with Ignacio Rangel. Article written in the moment of the publication of his complete works. (Article: Primeira Leitura).
Desenvolvimento como missão
2005. Celso Furtado's economic theory. Updates (and shortens) a previous paper, "Método e paixão em Celso Furtado". (RAE - Revista de Administração de Empresas)
Sempre na luta, exigindo reflexão (Valor, 26.11.04)
2004. Celso Furtado was the great Brazilian economist. (Article written in the moment of his deth, Valor)
Método y pasión en Celso Furtado
2004. The method that Celso Furtado utilizes is essentially historical his passion - a measured passion - is Brazil. A survey of Furtado's work. Portuguese and English versions available. (Paper: Revista de La CEPAL)*
O estadista brasileiro do século 20 (Folha, 22.08.04)
2004. Getúlio Vargas was populist in political but not in economic terms. He was Brazils major statesman in the 20th century. (Article: Folha de S.Paulo).
O herói prudente (Website, 01.07.04)
2004. Short hommage to Dom José Maria Pires, bishop of João Pessoa between 1966 and 1995.
Dr.Ulysses: O homem que pensou o Brasil
1993. Dr. Ulysses Guimarães was an outstanding public man. My personal and political relations with him. (Interview in the book Dr. Ulysses: O Homem que Pensou o Brasil).
Clarita, Claritinha, Clá (Website, 05.01.04)
2003. Hommage to my mother, Clarita, dead in 1990. Written to be read by the family in the 2003 Christmas. Includes four testimonies.
Os 90 Anos de Valentim dos Santos Diniz (Valor, 19.09.03)
2003. A homage to the 90th birthday of Valentim dos Santos Diniz.(Valor, 19.9.2003)
O Sociólogo das Organizações: Fernando C. Prestes Motta
2002. Fernando C. Motta (1945-2003) was the more important Brazilian sociologist of organizations. A survey of his work written when nothing indicated his death. (Paper: Revista de Administração de Empresas.
Celso Daniel, Aluno e Amigo (EAESP/FGV, 20.02.02)
2002. Palavras na homenagem prestada a Celso Daniel.
Roberto Campos: Um Liberal Conservador (Valor, 10.10.01)
2001. Roberto Campos was an eminent intelectual who highly contributed to the construction of the liberal conservative thinking in Brazil (Valor Econômico, 10.10.2001).
Método e Paixão em Celso Furtado
2001. The method that Celso Furtado utilizes is essentially historical; his passion – a measured passion – is for Brazil. A survey of Furtado's work. English and Spanish versions available.(Paper in book edited by Bresser-Pereira and Rego) *
Mário Covas: um Republicano (Folha, 07.03.01)
2001. Mário Covas foi um social-democrata que se indignava com a injustiça e um liberal pronto para defender a liberdade. Mas foi, mais do que qualquer outra coisa, um republicano, um político dotado de virtudes republicanas (Folha de S.Paulo, 7.3.2001).
Method and Passion in Celso Furtado
2001. The method that Celso Furtado utilizes is essentially historical; his passion – a measured passion – is for Brazil. A survey of Furtado's work.Portuguese and Spanish versions available. (Paper to be published in English)
A Grande Esperança em Celso Furtado (coletânea)
2001. Edit book with José Marcio Rego. Papers analysing Celso Furtados contribution to economic theory. (Book: Editora 34)
Barbosa Lima Sobrinho: Paixão pelo Brasil (Folha, 21.07.00)
2000. Hommage to Barbosa Lima Sobrinho (Folha de S.Paulo, 21.7.2000)
André Franco Montoro: Um Grande Homem Público
1999. André Franco Montoro, ontem falecido, foi o mais notável homem público brasileiro que conheci (Folha de S.Paulo, 17.7.1999)
O Calvário de Chico Lopes (Folha, 21.04.99)
1999. A defense of the former president of the Central Bank in a moment that is being crucified by the press. (Article: Folha de S.Paulo, 21.4.1999).
D.Paulo e a Modernidade (Folha, 23.09.96)
1996. (Article: Folha de S.Paulo)
Dom Paulo
.
Sylvio Pereira, Pai
1995. Hommage to my father in the moment of his death. (Article: Folha de S.Paulo)
Rangel e os ciclos longos
1994. An homage to Ignacio Rangel in the year of his deth. (Anpec, Salvador)
Oswaldo Aranha
1994. Depoimento em homenagem a Oswaldo Aranha.
Rangel, um Grande Mestre (Folha, 07.03.94)
1994. Brazil lost a major economist, who innovate in several areas. (Article: Folha de S.Paulo)
Um mestre da economia brasileira: Ignácio Rangel
1992. With José Marcio Rego. Ignácio Rangel is an highly orginal anaylist of the Brazilian macroeconomy and of its development. (Paper: Revista de Economia Política)
A Utopia Para Caio Graco (Folha, 09.07.92)
.
Merquior (Estado, 10.02.91)
1991. Merquior criticized the left under the perspective of Rousseau - the more progressive liberal thinker of the Enlightenment. (Short obituary of José Guilherme Merquior, O Estado de S.Paulo)
Mário Covas
.
Dilson Funaro - homem público (Folha, 14.4.1989)
1989. A hommage to my fried and predecessor in the Finance Ministry, Dilson Funaro. (Article: Folha de S.Paulo)
Claudio Abramo (Folha, 18.8.87)
1987. A great journalist,endowed with a permanent indignation. (Folha de S.Paulo).
Resenha de Criatividade e Dependência na Civilização Industrial, de Celso Furtado
1978. Industrial civilization involved two creative revolution: the capitalist and the scientific revolution. But it threatens freedom. (Review of Celso Furtados book "Criatividade e Dependência na Civilização Industrial, in Revista de Economia Política)
 
 
 
 
 

 

© Direitos Autorais Bresser-Pereira
São Paulo - SP | ceciliaheise46@gmail.com

 

Desenvolvido pela E-Xis | www.e-xis.com.br