PUBLICIDADE  
 
 
 
HOME SOBRE BRESSER-PEREIRA PÁGINA NO FACEBOOK
BONS ARTIGOS QUE LI BONS FILMES QUE ASSISTI

BRAZILIAN JOURNAL OF POLITICAL ECONOMY

OLHAR O MUNDO FALE CONOSCO
 
  Tipos de trabalhos  
 

Quem é/Who is

A guide to my work
Currículos / CVs
Short cv & bio
Textos autobiográficos
Sobre Bresser-Pereira

Tipos de Trabalhos

Livros
Livros na íntegra
Livros organizados (edited)
Papers
Pequenos textos, prefácios, etc.
Texto para Discussão
Artigos de jornal & Entrevistas
Principais Entrevistas
Notas no Facebook
Cartas
Críticas de Cinema
Documentos & Relatórios
Programas / Syllabus
Apresentações / Slides
Vídeos e Áudios





Outros idiomas

Works in English
Weekly Columns
Oeuvres en Français
Trabajos en Español

Método

Método científico

Novo Desenvolvimentismo

Novo Desenvolvimentismo (textos básicos)
Desenvolvimentismo Clássico (textos básicos)
Novo Desenvolvimentismo (economia política)
Novo Desenvolvimentismo (teoria econômica)
Novo Desenvolvimentismo (aplicado)
Novo Desenvolvimentismo (contribuições e críticas de terceiros)

Sociedade-Capitalismo

Teoria social - textos básicos
Teoria social (todos)
Capitalismo e modernidade
Classes e tecnoburocracia
Revolução Capitalista e ...
Revoluções, Revoltas e Movimentos
Globalização
Organização administração
Estatismo e URSS

Política

Teoria política - textos básicos
Teoria política (todos)
Teoria do Estado
Sociedade civil
Republicanismo e direitos de cidadania
Teoria da Democracia
Ciclos do Estado
Populismo político e econômico
Nação e nacionalismo
Social democracia e esquerda
Neoliberalismo e globalismo
Interpretações do Brasil
Pactos políticos e coalizões de classes - Br
Democracia no Brasil
Teoria da Dependência
História intelectual
Perfis individuais
Política Externa - Br
Burocracia pública - Br
Empresários e administradores - Br
Reforma da universidade
Conjuntura Política - Br
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil

Economia

Teoria econômica - Textos básicos
Teoria econômica (todos)
Teoria do Desenvolvimento Econômico
Crítica da teoria neoclássica
Desigualdade e Distribuição
Teoria macroeconômica
Política e Economia
Câmbio e poupança externa
Câmbio e Doença Holandesa
Câmbio e crescimento
Crises econômico-financeiras
Dívida externa
Investimentos e taxa de lucro
Inflação
Inflação inercial
Comércio e integração
Economia mundial
Crise global de 2008
Desenvolvimento econômico - Br
Macroeconomia do Brasil
Populismo econômico - Br
Desindustrialização - Br
Crise fiscal do Estado - Br
Planos de estabilização - Br
Plano Bresser
Quase-estagnação desde 1980 - Br
Conjuntura Econômica - Br

Países e regiões

Relações internacionais
América Latina
Argentina
Estados Unidos
Europa

Trabalhos de terceiros

Bons artigos que li recentemente
Reforma Gerencial - Terceiros
Cursos
Debate sobre "Crescimento com Estabilidade"(2001)
Notícias e Comentários

Ações / Ministérios

Ministério da Fazenda
Plano Bresser
MCT Ministério da Ciência & Tecnologia
Fundação Getulio Vargas, São Paulo

MARE - Ministério da Reforma do Estado

Documentos da Reforma
Reforma Gerencial - Teoria
Reforma Gerencial - Brasil
Reforma Gerencial - Terceiros
Agências Executivas e Reguladoras
Organizações Sociais
Gestão da Saúde
Gestão da Educação
Implementação Nível Federal
Implementação São Paulo
Implementação Minas Gerais
Implementação Outros Estados
Bibliografia da Reforma da Gestão Pública
Cadernos MARE
América Latina: Declaração de Madri (Clad)
Leis sobre Organizações Sociais
 
 
 

 

Novo Desenvolvimentismo (aplicado)


  Documentos 1 a 16 de 16
Brazil's 36 years-old quasi-stagnation and the interest rate-exchange rate trap
2017. The Brazilian economy is quasi stagnant from 1990, because since the 1980s it dos not have public savings to finance public investments, and because, since 1990, it is caught in a high interest rate-overvalued currency trap that makes the competent industrial firms not competitive and unable to invest. More actualized Version of the Discussion Paper
Déficits em conta corrente e Argentina
2017. Hoje vemos o presidente argentino frustrado. Ele pagou caro aos "fundos abutres" para recuperar o crédito internacional; a Argentina já está incorrendo no desejado déficit em conta corrente, e o peso já está voltando a se apreciar. (Valor)
O pacto que não houve
Este capítulo 22 da 3a. edição de A Construção Política do Brasil está sendo disponibilizado para que, aqueles que tem a 1a ou 2a. edição, possam ver as principais modificações introduzidas.
Brazil's 35 years-old quasi-stagnation: facts and theory
2015. Texto para Discussão 399. The Brazilian economy is quasi stagnant from 1990, because since the 1980s it dos not have public savings to finance public investments, and because, since 1990, it is caught in a high interest rate-overvalued currency trap that makes the competent industrial firms not competitive and unable to invest. (Discussion paper). More actualized version available.
Taxa de câmbio e doença holandesa (Valor)
2013. A sobreapreciação cambial desestimula os investimentos e desindustrializa gradualmente o país.
Corremos o risco de crise nas contas externas (Estado, 24.12.10)
2010. O Brasil sofre de doença holandesa, que provoca a desindustrialização da economia. Nosso desafio é neutralizar a sobreapreciação do câmbio (Entrevista a Raquel Landim).
Guerra cambial e doença holandesa (Valor, 14.10.10)
2010. Os economistas deverão abandonar o pressuposto de que o mercado controla bem as taxas de câmbio. (Articles: Valor)
Doença holandesa e indústria (coletânea)
2010. Livro que contém os trabalhos apresentados no 4o. Fórum de Economia da Fundação Getulio Vargas.
Doença holandesa e desindustrialização (Valor, 25.11.09)
2009. Uma doença holandesa moderada e a consequente desindustrialização são evidente. Nega-se o fato porque no momento em que isto for reconhecido não restará alternativa senão mudar a política cambial. Valor Econômico, 25.11.2009
Argentina neutraliza doença holandesa com retenções (Valor, 7.10.08)
2008. Argentina neutralizes its Dutch disease by imposing a tax (retención) on exports. If they were eliminated, the peso would proportionally appreciate and farmers would have no gain. (Article: Valor).
Existe doença holandesa no Brasil?
2008. With Nelson Marconi. In Brazil the Dutch disease is not as serious as in oil countries, but it is sufficiently serious to cause gradual deindustrialization. Paper in edited book. (Paper in Doença Holandesa e Indústria)
Neutralização da doença holandesa (Valor, 31.05.07)
2007. The competent neutralization of the Dutch disease requires an export contribution on the goods that profit from abudandant and cheap natural resources. Such contributibution must be marginal, keep high profits of producers, while moves upward the supply curve of the product and limits apreciation of the real. The money of the contribution should be used to create a stabilization fund for primary commodities. (Article: Valor).
Ganho ao invés de confisco (Estado, 18 a 22.05.07)
2007. Given the Dutch disease, I am not proposing confiscation but a marginal tax on exports that will not hurt but will stabilize commodities' production and profitability. (Two articles by Celso Ming and my letter to him)
Desindustrialização e doença holandesa (Folha, 09.04.07)
2007. If we compare the real and effective exchange rate in Brazil before 1990-92 with the present one, it will be clear that Brazil is victim of the Dutch disease. Before that, we were able to neutralize it we are not anymore, and the consequence is disastrous to the Brazilian economy. (Article: Folha de S.Paulo)
Doença holandesa e estagnação (Folha, 04.12.06)
2006. The Dutch disease hit the Brazilian economy since the early 1990s trade liberalization appreciated in effective terms the exchange rate. It is quasi-stagnation main long term cause. (Article: Folha de S.Paulo)
Prefácio a Agricultura Empresarial
2006. Writing a book on entrepreneurial agriculture, Antonio José de Oliveira Costa understood the risk that the Dutch Disease represents to farmers. (Preface to Agricultura Empresarial)
 
 
 
 
 

 

© Direitos Autorais Bresser-Pereira
São Paulo - SP | ceciliaheise46@gmail.com

 

Desenvolvido pela E-Xis | www.e-xis.com.br