The Political Construction of Brazil

2017. An encompassing analysis of Brazil’s society, economy and politics since the Independence. A national-dependent interpretation. Three historical cycles of the relation state-society: State and Territorial Integration Cycle (1822-1929), Nation and Development Cycle (1930-1977) and Democracy and Social Justice Cycle (1977-2010). Crisis since then. (Book: Lynne Rienner Publishers)

Mais informações

Macroeconomia Desenvolvimentista

2016. With José Luis Oreiro e Nelson Marconi. Our more complete analysis of Developmental Macroeconomics – the central economic theory within New Developmentalism. (book)

Mais informações

Entrevistas


Documentos 61 a 120 de 124



Tombini foi o "grande herói" de 2011

2011. Entrevista para Broadcast (Ricardo Leopoldo).



Bresser-Pereira e os intelectuais platonistas

2012. Bresser-Pereira critica intelectuais do neoliberalismo e fala do novo desenvolvimentismo (Entrevista a Bruno de Pierro).



PIB 2012 depende da Europa e novos cortes da SELIC

2011. Entrevista a Ricardo Leopoldo, da Agencia Estado.



BC deve buscar estabilidade de preços e do câmbio

2011. Em entrevista a Ricardo Leopoldo, ex-ministro da Fazenda qualificou como 'positiva' a ampliação das competências da autoridade monetária, aprovada pelo Senado na última terça-feira.



O Brasil já vive a sua doença holandesa (Estado, 26.06.11)

2011.País deveria taxar exportações de commodities para reduzir o impacto na indústria nacional (Interview to Jamil Chade).



Por uma ideia de nação (Valor, 08.04.11)

2011. Long interview on Bresser-Pereiras history and work, where he reafirms his economic nationalism and his social-democratic or center-to-the-left political allegiancies. (Interview of Maria Ines Nassif in Valor, 8/4/2011).



Brasil está preparado para novo desenvolvimentismo (Portal IG, 12.01.11)

2011. Para ex-ministro, é preciso adotar novas estratégias para estimular o crescimento da economia e conter o avanço do real (Entrevista para Ilton Caldeira, Portal IG).



Corremos o risco de crise nas contas externas (Estado, 24.12.10)

2010. O Brasil sofre de doença holandesa, que provoca a desindustrialização da economia. Nosso desafio é neutralizar a sobreapreciação do câmbio (Entrevista a Raquel Landim).



Quotations on study on the 1995 Public Management Reform

2010. Interview to Rushda Majeed on the 1995 Public Management Reform.



A crise global de 2008 e a metaideologia neoclássica

2010.Revista de Economia da PUC-SP, São Paulo, No. 2, Jul.-dez./2009 No. 3, jan.-jun./2010.



Desindustrialização e câmbio (Indústria brasileira.doc, 09.10)

2010. Entrevistado por Daniela Schubnel, Indústria Brasileira.doc, Setembro 2010.



Planejar é uma dinâmica que envolve diversos atores

2010. Economic planning today means to have a national development strategy to compete internationally. (Interview in book edited by João Sicsú and Luiz Cláudio Dias Reis)



Somos uma democracia porque evoluímos com as cobranças da sociedade

Entrevista em Ricardo Arnt, org. O que os economistas pensam sobre sustentabilidade, São Paulo, Editora 34. 2010.



A crise econômica mundial (Rev. Economia Puc-SP, 2010)

Entrevista a Revista de Economia da PUC-SP



O câmbio, o mercado... é um desastre (Desafios, IPEA, 12.09)

2009. Ninguém cresce com poupança externa, e a tentativa de crescer assim foi prejudicial ao País. Poupança externa quer dizer déficit em conta corrente. Mesmo que não leve a crise do balanço de pagamentos, ela provoca uma apreciação da taxa de câmbio. (entrevista: Desafios do desenvolvimento)



2010: Crescimento tímido (Medicina Social, Out-dez/09)

2009. Em 2010 o Brasil vai crescer um pouco mais, mas nada de maravilhoso. (Entrevista para Medicina Social).



Precisamos seguir exemplo espanhol para investir lá fora (Brasil Econômico, 6.1.10)

2010. Ex-ministro da Fazenda defende política industrial estratégica e alerta para questão fiscal que pode complicar cenário em 2011 (Interview).



O caráter cíclico da intervenção como parte de um processo político (Valor, 9.10.09)

2009. Quanto mais uma sociedade se desenvolve e se torna mais complexa, mais necessária será a regulação. (Entrevista a Claudia Izique, do Valor Econômico).



Crise vem de falha reacionária (Site do PNUD, 18.9.09)

2009. Ex-ministro Bresser-Pereira afirma que neoliberalismo é o culpado da crise e que estado deve terceirizar serviços para ser mais eficiente (Entrevista a Mariana Desidério).



Ex ministro brasileño sugiere seguir ejemplo chino de mantener superávit por cuenta corriente (Xinhuanet, 3.4.09)

2009. Brazil should propose an internationally limit to current account deficits and surpluses. (Entrevista de Chen Weihua e Edgardo Loguercio to Xinhuanet).



Estamos longe, mas chegaremos lá (Revista ESPM)

2009. O país estava em plena expansão quando foi surpreendido por esta crise. (Entrevista de Francisco Gracioso e Luiz Sales)



Debemos ser tan nacionalistas como Francia e Inglaterra (Pagina 12, 25.1.09)

2009. The idea that developing countries need foreign capitals to grow is false. By apreciating the exchange rate, capitals turn into consumption, not in investment. (Interview of Natalia Aruguete in Página 12)



Poupança externa: endividar o país crescendo muito pouco (Valor, 27.5.08)

2008. Brasil sofre com juro alto, câmbio baixo e ajuste fiscal frouxo. Entrevista a Sergio Lamucci, do Valor



Em câmbio, o mercado é um desastre (Desafios do Desenvolvimento, 5(42), 2008)

2008. Em matéria de taxa de câmbio, o mercado é um desastre. (Interview: Desafios do Desenvolvimento).



Poupança externa não fará o país crescer (Estado, 25.12.07)

2007. Brazil is returning to current account deficit or to foreign savings. In this large interview, I show that again the tendency to the over-appreciation of the local currency in developing countries materializes, and why this tendency not checked is a major obtacle to growth. (Interview to Fernando Dantas in O Estado de S.Paulo).



Sócio-desenvolvimentismo? (Estado, 14.10.07)

2007. Breve comentário a respeito da afirmação do ministro Guido Mantega de que o país está seguindo o modelo social-desenvolvimentista. (entrevista O Estado de S.Paulo)



Brasil perdeu idéia de Nação (Site:www.itv.org.br, 24.8.07)

2007. In global capitalism nation-states compete. As Brazil lost the idea of nation, it follows economic policies recommended by its competitors, and, so, is falling behind. (Entrevista ao Instituto Teotônio Vilela sobre o livro Macroeconomia da Estagnação)



Falta de regulação gera turbulência (Folha, 11.08.07)

2007. The August 2007 financial crisis is a consequence of non regulated new financial agents as hedge funds. (Entrevista: Folha de S.Paulo).



Entrevista sobre o Plano Bresser (Estado, 01.06.07)

2007. The Bresser Plan was an emergencial attempt to control inertial inflation in a moment of deep crisis, just after the collapse of the Cruzado Plan. Interview: O Estado de S.Paulo).



Para Bresser, Brasil está em ciclo vicioso (Folha, 20.05.07)

2007. Interview to Cristiane Barbieri on Bresser-Pereira's latest book Macroeconomia da Estagnação. New developmentalism is a third discourse between old developmentalism and conventional orthodoxy.(Interview: Folha de S.Paulo).



Administrar dólar é fundamental (Valor, 18.05.07)

2007. Interview to Tatiana Bautzer on the book "Macroeconomia da Estagnação": the Dutch disease is one of the causes of real's overapreciation. (Valor, 18.5)



Administrar dólar é fundamental (Valor, 18.05.07)

2007. Interview to Tatiana Bautzer on the book "Macroeconomia da Estagnação": the Dutch disease is one of the causes of real's overapreciation. (Valor, 18.5)



Hay espacio para un nuevo desarrollismo (Pagina 12, 29.4.07)

2007. Large interview to José Natanson on new developmentalism, Brazil and Argentina. (Pagina 12).



Hay espacio para un nuevo desarrollismo (Pagina 12, 29.4.07)

2007. Large interview to José Natanson on new developmentalism, Brazil and Argentina. (Pagina 12).



PAC apenas não resolverá (GVexecutivo, 6(3).5.07

2007. PAC is an welcomed program for the coordination of investments, but without a competent macroeconomic policy it will not make Brasil resume real economic growth.(Entrevista a Françoise Terzian, GVexecutivo)



Juros, crescimento econômico e PAC (Estado, 31.01.07)

2007. PAC is nice but innefective industrial policy. It will not lead make Brazil resume growth, and the same aplies to neo-liberal reforms. Only real macroeconomic equilibriu will do that. (Interview to Broadcast).



Inventor do teto, Bresser defende nível salarial (Folha, 27.11.06)

2006. Bresser-Pereira informs that the present ceiling for the remuneration of public officials corresponds to the indexation of the value agreed in 1995 with the president of the Supremo Tribuanal Federal. (Interview: Folha de S.Paulo).



É a competição, estúpido... (Estado, 26.11.06)

2006. A large interview on the Brazilian economy and the lack of a national growth strategy in a global environment defined by high competition among nation-states. (Interview to Laura Greenhalgh: O Estado de S.Paulo).



Entrevista ao Programa Roda Viva

TV Cultura, em 17 de janeiro de 2005.



Dr.Ulysses: O homem que pensou o Brasil

1993. Dr. Ulysses Guimarães was an outstanding public man. My personal and political relations with him. (Interview in the book Dr. Ulysses: O Homem que Pensou o Brasil).



O medo está vencendo (Forbes, n.66, 28.06.03)

2003. Interview to revista Forbes criticizing exchange rate and interest rate policy (28.6.2003).



O Banco Central é patético (Isto É, 18.06.03)

2003. Interview to Isto É-Dinheiro critizing macroeconomic policy (18.6.2003).



Entrevista sobre os escândalos financeiros ocorridos nos Estados Unidos

2003. Bresser-Pereira fala sobre os escândalos financeiros ocorridos nos Estados Unidos e sobre a formação de executivos naquele país e no Brasil (Entrevista de Sérgio Goldbaum e Mário Aquino Alves)



Economia causará derrota tucana, diz Bresser (Folha, 23.10.02)

In interview Bresser-Pereira criticizes Malan's economic policy and says that it will cause the widely predicti defeat of PSDB's candidate, José Serra.(Folha de S.Paulo, 23.10.2002)



Bresser critica equipe de FHC e vê moratória (Folha, 16.10.02)

In interview, Bresser-Pereira says that, given the possibility that Brazil is forced to default by foreign creditors, the administration should have prepared a B Plan in order to protect the internal economy. We must not and should not repeat the Argentinean experience (Folha de S.Paulo, 16.10.2002).



Paulada nos juros (Época, maio/2002)

Entrevista onde discute uma plataforma para o próximo governo, defendendo juro baixo e dolar alto (Revista Época, maio 2002.



Estado forte para investir (Conjuntura Econômica, 04.2002)

Aprofundar mais o ajuste fiscal e produzir superávits primários maiores do que os atuais para tornar o Estado forte, com capacidade para investir (Revista Conjuntura Econômica , abril 2002).



O Economista - Entrevista no livro (50 anos do CNPq, 2002)

2002. Interview relating the academic and public life, particularly his role at MCT/CNPq. (Interview in CNPq book).



Juro alto envenena nota de risco

2001. A ação do próprio governo vem mantendo a taxa de juros muito acima do que seria necessário para compensar o "verdadeiro risco Brasil". (Entrevista no Valor Econômico, 29.11.2001).



Palavras não pagam dívidas (Rumos, 05.2001)

2001. A dívida externa hoje representa cerca de quatro vezes o total exportado pelo país. Para se ter uma idéia, nos anos 70, havia uma regra consensual de que a relação não podia passar de dois (Entrevista em Rumos, maio de 2001)



Para o nacionalista Bresser, resistência à Alca é 'irracional' (Folha, 16.04.01)

2001. Para o nacionalista Bresser, resistência à Alca é "irracional". Entrevista para André Singer, Folha de S.Paulo em 16.4.2001.



Entrevista sobre Organizações Sociais (UFPE, 16.03.01)

Entrevista a Carlos Augusto Guimarães, estudante do mestrado em ciência política da UFPE, 16 de março de 2001.



Uma nova autonomia em uma sociedade mais democrática

Entrevista publicada em Ide, n.32, 1º semestre de 2000, da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo.



Entrevista ao Jornal da Ciência da SBPC

1999. Reafirmando sua disposição de "trabalhar para que a C&T seja melhor tratada pelos governos e pelas empresas" e de estar sempre aberto ao diálogo com a comunidade científica e tecnológica, o Ministro Bresser falou sobre temas como orçamento, prioridades, oferta e demanda de C&T no país, parcerias com empresas, participação dos cientistas na elaboração de políticas e cooperação entre os países do Mercosul nesta área. (Entrevista)



Entrevista para Conversas com Economistas (Conversas com Economistas, 1996)

1996. Interview for the first book with this title, edited by Biderman, Cosac, and Rego. As in the American correspondent book, contains biographical material



Das burocracias à publicização: a arquitetura Bresser da Reforma Administrativa

1995. Entrevista publicada na RAE Light, janeiro/fevereiro-1995.





O pulo do gato (Sysnthesis, maio.1992)

1992. Entrevista publicada em Synthesis no.3, maio 1992.



Para segurar a economia, um congelamento rápido

1992. (Interview: Diário do Comércio e Indústria)



Entrevista a Certas Palavras

1990. A enterview to Claudiney Ferreira e Jorge Vasconcellos discussing my own books. (In the book Certas Palavras)




Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com