Luiz Carlos Bresser-Pereira
Folha de S.Paulo, 21.4.2008

O fracasso das reformas neoliberais em em promover o crescimento, a guerra do Iraque, e agora a crise bancária americana marcam o declínio dos Estados Unidos como hegemon e o fim da onda idelógica neoliberal.