Notes in Facebook and Twitter


Documentos 1 a 60 de 159



Vergonha, obrigação moral

Eu hoje me sinto profundamente envergonhado de ser brasileiro. Envergonhado porque nós, brasileiros, e o Congresso que elegemos não fomos ainda capazes de promover o impeachment do sr. Bolsonaro. (Nota no Twitter e FB, 5.3.21)



Inimigo público no.2

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, ameaça o Brasil com uma reforma eleitoral, o "distritão", que é ainda pior do que o que temos: eleições proporcionais com listas abertas. (Nota no Twitter e FB, 4.3.2021)



A saída da Ford

17.1.2021. Please, younger economists, research on the Dutch disease of the Brazilian automotive industry.



2020 - Amanhã será um outro dia

1.1.2021. José de Souza Martins: ""O 'eles' que existe em nossa cultura desde quando tentamos nos tornar brasileiros, foi sendo inventado por nós mesmos. Foi fácil ocupar o nosso jardim e, depois, matar o nosso cão e convencer-nos a cuspir em nossa cara o desprezo pelos nossos sonhos e pela solução de nossas carências." (Tweat)



Meu ex-aluno Tasso Jereissati

2020. Homenagem a um amigo e notável político de centro-direita. (Nota0



Joseph Safra

12.12.2020. José Safra was a notable Brazilian banker. (Tweeat)



A nova responsabilidade dos bancos centrais

2020. After the "quantitative easing" central banks assumed the role of financing the state. This a revolution in macroeconomics. (Twitter)



Nasce um grande líder popular

16.11.2020 - Guilherme Boulos impressionou-me desde a primeira vez vez que o vi. Poderá ser um grande prefeito de São Paulo. Twitter e Facbook











Em compensação, Paulo Galo

20.07.2020 - Um jovem entregador cheio de energia e inteligência mostra que ainda há esperanças para o Brasil. Nota no Facebook e no Twitter.



Indignação e tristeza

28.6.2020. Um Brasil incapaz diante da estagnação econômica e do Covid-19.



O que nos espera

1.6.2020 - A critique of liberal economists that are rejecting the monetary financing of the expenditures with Covid-19. Adopting private financing Brazilians will have to pay the resulting public debt for years. Note in Facebook.



Os brasileiros vão descobrir quem ignorou a vida e apostou na morte

5.5.2020 - Given the genocidal policy of Mr. Bolsonaro the number of deaths by the Covid-19 will hunappily explode. And the people will know who's was guilty.



Celso de Mello se manifesta

24.4.2020. O impeachment de Bolsonaro dá seus primeiros passos.



Há motivos melhores

24.4.2020 - Motivos melhores do que a demissão de Sérgio Moro.



Dever moral de pedir o impeachment

20.4.2020-Bolsonaro ultrapassou todos os limites. Para defender a democracia, temos o dever de moral de pedir o impeachment. O presidente da Câmara



Cloroquina

9.4.2020. Quando o paciente está ameaçado de morrer e há um remédio para o qual há razoáveis indicações que pode ser efetivo, não há por que condenar o seu uso.



Coragem, firmeza, espírito público

3.4.2020 - Nesta hora de crise é preciso ter coragem e firmeza e financiar o Estado fazendo o Banco Central comprar títulos do Tesouro. (Nota no Facebook)



Fundo do coronavirus

30.3.2020. O governo precisa criar um fundo com recursos da venda de títulos ao Banco Central para financiar as despesas com o coronavírus. (Nota no Facebook)



Adeus, governo Bolsonaro

27.2.2020 - Ao chamar seus apoiadores para fazer uma manifestação pública contra o Congresso Nacional além de cometer crime de responsabilidade o sr. Bolsonaro perde o apoio das elites econômicas e da classe média. Perde poder e não governa mais, se é que alguma vez governou.













Tempos sombrios e a Cessão Onerosa

8.10.2019. The sale of state-owned companies to foreign counties is assuming an incredible dimension. It is a country for sale. (Note in the Facebook)



O ódio e uma democracia ameaçada

15.9.2019. Bolsonaro, Moro e Dellagnol são inimigos da democracia brasileira, mas o Brasil já realizou sua revolução capitalista e sua democracia é consolidada.



O país dos tolos

22.8.2019. Já vendemos as companhias telefônicas, as companhias elétricas, as estradas de rodagem, que aumentaram seus preços assim que foram privatizadas. Já vendemos uma das poucas coisas que nos dava orgulho, e que foi criada pelo Estado brasileiro - a Embraer.



Cumplicidade Injusta

19.06.10-A cumplicidade entre o promotor e o juiz está comprovada. Como está comprovado o fato que Lula é um preso político. Está na hora de o STF anular os processos da Operação Lava Jato contra o ex-presidente.





Visita a Lula na prisão

18.5.2019-Foi uma honra ter sido convidado por Lula para visitá-lo juntamente com meu amigo Celso Amorim. Foi uma alegria saber que está apaixonado e se casará quando sair da prisão. Em um país no qual só temos más notícias, esta foi uma boa notícia. Lula foi um grande presidente e hoje é um preso político do Partido da Justiça. Mas hoje ele é das poucas esperanças que restam aos brasileiros.



É um estorvo

2019-The Bolsonaro didn't reach to beggin and already ended. In the last five months there was not government but disgovernment. This president is a shame and and embaressement for the Brazilians.(Note in the Facebook, 20.5.19)



Bateu o desespero

5.5.2019 The Brazilian economy is not recovering and liberal economists and financiers are perplex. (Note in the Facebook)



Privatização das empresas estatais

2.5.2019-Why is Brazil selling all its state-owned enterprises. One explanation is in the lieralism and dependence of the government and the economic elites, the other is that the fiscal deficits and the current account deficits make Brazil to sell the furniture of the house.



30 anos do Plano Brady

2019-Thirty year ago the Brady Plan solved the great 1980s' Foreign Debt Crisis. The Plan was entirely based in the proposal that I, as Finance Minister of Brazil, made in October 1987. The Secretary of the Treasury of the time, James Backer, rejected it, but 18 months later the new Secretary, Nicholas Brady, took it entirely. Read the full history in "A turning point for the debt crisis". Nota no Facebook, 22.4.2019



Uma mentira e um erro

4.4.2019 - A proposta do governo de capitalização na emenda da Previdência constitui grave ameaça a um direito humano fundamental que as sociedades civilizadas garantem: o direito a uma velhice digna.





O mal

27.3.2019.- Essa figura não quer resolver problemas, mas está empenhado em criá-los. Não quer fazer os compromissos necessários para governar. (Nota no Facebook)





A capitalização acaba com a previdência pública

10.3.2019-Embora a emenda da Previdência afirme que a escolha do regime de capitalização será optativa, na pratica reduz o teto previdenciário de seis para um salário mínimo. É uma violência contra o direito humano a uma velhice digna.



Qual é o problema da indústria brasileira?

6.2.2019-Nota no Facebook. A recuperação da indústria é decepcionante por três razões além do fato de a taxa de juros continuar alta e a taxa de câmbio ainda estar apreciada: porque a demanda de bens industriais tanto interna quanto externa continua baixa, porque o governo não realizou a política fiscal contracíclica necessária, e porque os empresários ainda não estão se sentido com confiança em relação ao governo.



A esquerda e o governo Maduro

15.1.2019-Nota no Facebook





Dependência nossa, imperialismo deles

20.11.2018. The relation between the imperialism of the powerful and the dependency of the weak countries, and their dependent elites, as is the case of Brazil.



Aposentadoria básica - direito do cidadão

É obrigação do Estado garantir uma velhice digna para as pessoas. Por isso os países civilizados não adotam o regime de capitalização. Nota no Facebook-12.11.2018.





Frente democrática e Fernando Haddad

12.10.2018 - O risco que Bolsonaro representa é imenso. Cidadãos conscientes precisam esquecer suas críticas ao PT - muitas delas justas - e votar em Fernando Haddad.



Nuvens negras

A subida de Bolsonaro nas prévias eleitorais reprenta grave ameaça. É um candidato fascista que substancia o mal. 3.10.2018



Depois do ódio a volta à razão

29.9.2018 - Fernando Hadaddad estará no segundo turno. Quem sabe o Brasil recuperará a razão?



A perplexidade da centro-direita

20.9.2018. A centro-direita democrática ficou sem candidato.



A alternativa ao neoliberalismo e ao fascismo

2018.9 - Dois candidatos de centro-esquerda, Ciro Gomes e Fernando Haddad, são hoje a alternativa ao neoliberalismo e ao fascismo. (Nota no Facebook)
















Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com