Luiz Carlos Bresser-Pereira
Lua Nova - Revista de Cultura Política, n° .25, 1992: 225-247.

As crises do Estado normalmente são cíclicas. A crise do Estado contemporâneo começou no início dos anos 80. A crítica do Estado vem da direita, dos neoliberais, e da esquerda, dos marxistas da “lógica do capital”. E até dos próprios tecnoburocratas como a Glasnost na Rússia demonstra.